Image not available

Tour Londres Cartão Postal: Este passeio nos leva aos pontos turísticos mais famosos de Londres. É uma verdadeira caminhada pelos cartões-postais da cidade.

Image not available

A London Eye também conhecida como Millennium Wheel (Roda do Milênio), é uma roda-gigante de observação. Ela foi inaugurada no ano de 2000 e é um dos pontos turísticos mais disputados da cidade

Image not available

O Palácio de Westminster, também conhecido como Casas do Parlamento, (em inglês Houses of Parliament) é o palácio londrino onde estão instaladas as duas Câmaras do Parlamento do Reino Unido (a Câmara dos Lordes e a Câmara dos Comuns)

mumia3 - guiasbr

Como já citado em nosso blog, o British Museum é um dos pontos mais interessantes de se visitar em uma viagem à Londres. Além de ser gratuito, possui um acervo histórico gigantesco, capaz de seduzir até quem um dia já disse não gostar de museus. No post de hoje vamos falar sobre a ala “Egyptian death and afterlife: Mummies” (Morte e vida após a morte Egípcia: Múmias), que exibe caixões, máscaras funerárias retratos e objetos pensados para os mortos – e as famosas múmias. Tão famosas que a ala em que são abrigadas aparece no filme “Night at the Museum: Secret of the Tomb.”, além de serem temas centrais de várias outras ficções.

O ritual da mumificação foi bastante praticado entre os egípcios, tendo início por volta de 2686 antes de cristo e se estendendo por séculos. Neste processo, após a morte de um indivíduo, seu corpo passava por processos de conservação com especiarias e óleos e era envolto em tiras de tecido. Esta era uma forma, segundo as crenças antigas, de proteger seu corpo na terra ao máximo. Assim, sua alma poderia transcender e também revisitar sua forma física na tumba. E não só humanos passavam por este processo – animais também eram incluídos no ritual. 120 múmias humanas e 300 animais são parte da coleção do museu, que trabalha cuidadosamente para mantê-los conservados. Desde 1790, todas elas permanecem devidamente envoltas em suas talas.

Múmia de Cleópatra é a que mais chama a atenção

Uma das peças mais icônicas exibida no museu é a tumba de Cleópatra. Entretanto, a múmia é na verdade pertencente a uma jovem de 17 anos, com mesmo nome da rainha mais famosa do Egito – talvez por isso chame tanta atenção. No museu, seu corpo se encontra com sinais incríveis de conservação. A peça, datada por inscrições do período romano foi adquirida pelo museu no início do século XIX. O corpo permanece envolto em linhos de alta qualidade e luxo, indicando que a jovem tinha um posto privilegiado – e de fato, a menina era filha de um alto oficial de Thebas, da época do imperador Trajano. Sobre as talas que envolvem o corpo, pode ser observado também as decorações em desenhos de deuses egípcios, representações de sua face, e outros detalhes muito bem construídos. Apesar de não se tratar da Rainha que é esperada quando se lê as placas do museu, ainda se trata de uma peça raríssima e de grande importância na história da humanidade.

Confira algumas fotos das múmias:

mumia2 - guiasbr

mumia3 - guiasbr

mumia - guiasbr

 

Múmias expostas em exibição gratuita em Londres
Tagged on:             

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *